COVID-19

Diagnóstico da Covid-19 continua sendo realizado nas Centrais de Triagem de Maceió e Arapiraca

Unidades são consideradas equipamentos importantes no contínuo enfrentamento à pandemia

Carla Cleto
Testagem para Covid-19 ocorre nas Centrais de Triagem de Maceió e Arapiraca

Agência Alagoas

Texto de Raíssa Barbosa

As duas Centrais de Triagem para a realização de testes rápidos e diagnóstico da Covid-19, localizadas em Maceió e Arapiraca, continuam funcionando normalmente, todos os dias, 24 horas, e com capacidade de 10 mil atendimentos por mês. Mesmo diante de um cenário de vacinação contra a doença e os riscos contínuos de infecção pelo novo coronavírus, é importante reforçar o quanto a atuação das unidades tem sido preponderante no enfrentamento à pandemia.

Dados das próprias Centrais de Triagem apontam que nos meses de dezembro de 2020 e janeiro deste ano, a unidade de Maceió atendeu mais de 10 mil pessoas em cada mês. Em Arapiraca, foram mais de cinco mil atendimentos por mês, no mesmo período.

As unidades continuam situadas no Ginásio do Sesi, em Maceió, e no Ginásio João Paulo II, na Praça Ceci Cunha, em Arapiraca. Os equipamentos são formados por equipe multidisciplinar de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, biomédicos, técnicos em análise clínica e farmacêuticos. Além disso, possuem 10 consultórios, 4 salas de coleta e 16 poltronas de medicação.

O atendimento é realizado desde a entrada das unidades. O paciente tem sua saturação de oxigênio averiguada e a temperatura corporal é aferida. Após essa triagem inicial, técnicos questionam se o paciente possui tosse, coriza, dor de garganta e/ou de cabeça, além de cansaço e dificuldade para respirar.

De acordo com coordenadora da Central de Triagem de Maceió, enfermeira Maryanna Costa, é preciso estar atento aos dias de sintomas para a realização do teste rápido, além de levar documentos de identificação (RG ou CNH) com foto e cartão SUS.

“O teste rápido é indicado para pessoas que possuem, no mínimo, oito dias de sintomas da Covid-19. O resultado sai em torno de 15 minutos após a sua realização. Apesar de o teste rápido ser indicado apenas para pessoas após oito dias de sintomas, se alguém possuir sintomas recentes, nós vamos realizar o atendimento e orientar esse paciente com os cuidados necessários que ele deve tomar. Se os resultados forem positivos, o paciente passa por uma avaliação médica e será orientado sobre as próximas medidas. Caso haja a necessidade de internação, nós o encaminhamos para um hospital de referência Covid-19 após contato direto com a Central de Regulação da Secretaria de Estado da Saúde”, detalha Maryanna Costa.

Entenda a testagem – O teste rápido para Covid-19 consiste em um cassete de plástico (similar aos testes de gravidez encontrados em farmácias) com um pequeno espaço onde se coloca algumas gotas de sangue da pessoa testada. O sangue passa, então, por uma fita absorvente que o leva até a área onde está o reagente.

O reagente é uma substância que, quando entra em contato com os anticorpos mudam de cor, indicando a presença deles na amostra avaliada. Caso a pessoa tenha produzido anticorpos para o novo coronavírus, duas faixas coloridas aparecerão no mostrador e o resultado é positivo. Caso o sangue não apresente anticorpos, aparece apenas uma faixa e o resultado é negativo. Se o mostrador continuar branco, o teste deu errado e deve ser refeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *