COVID-19

Prefeito dá início à vacinação em Maceió e nega convite a influencer

Após anúncio de investigação por parte do MPE/AL, JHC diz tudo não passou de mal-entendido

reprodução/instagram


Alagoas 24 Horas

Fillipe Lima

O prefeito João Henrique Caldas (PSB) deu início à vacinação em Maceió durante solenidade realizada na manhã desta quarta-feira (20), no PAM Salgadinho, no bairro do Poço. A vacinação contemplou profissionais da Saúde da rede municipal.

Durante entrevista coletiva, Caldas falou sobre o início da vacinação em Maceió.

“É um momento importante para a saúde de Maceió. Nós estamos recebendo mais de 12 mil doses e iniciamos hoje essa imunização. Esse é um patrimônio de todo alagoano. E já nos disponibilizamos para que Maceió possa funcionar como central de logística para todo o estado”, afirmou. O prefeito informou ainda que a imunização será importante passo para o retorno das aulas da rede municipal de ensino.

“A rede municipal de ensino está na quarta etapa do Plano de Vacinação e quando chegar o momento, faremos uma força-tarefa. Nós queremos a volta às aulas e poderemos dar celeridade a esse processo quando os imunizantes chegarem, iremos dizer precisamente como será esse processo. Nossa pretensão é de retorno, mas com toda a segurança necessária. Imaginem um processo de alunos, de pessoas que trabalham no transporte escolar, os nossos professores, merendeiras precisam trabalhar com segurança. Os profissionais responderam e têm a intenção de retornar às aulas. Portanto, estão desejosos para este retorno e é nossa intenção. Há muito tempo elas estão fora de aula. Estamos preparando nossa rede municipal de ensino”, afirmou.

Vacinação obrigatória

João Henrique Caldas (JHC), que já se posicionou contra a vacinação obrigatória, em Maceió, foi perguntado sobre o tema durante a coletiva. O prefeito afirmou que a escolha deve ser de cunho pessoal, mas explicou que fará todos os esforços para estimular a população a procurar a vacina.

“Isso é de cunho pessoal e cada um vai fazer sua avaliação. Vamos fazer todo o trabalho para ter esse estímulo. Muita gente quer se vacinar e o que falta é a vacina, o imunizante”, disse.

Convite a Carlinhos Maia

Nessa segunda-feira (18), o youtuber Carlinhos Maia afirmou que havia sido convidado pelo prefeito João Henrique Caldas para ser vacinado. A declaração do influencer gerou polêmica nas redes sociais e o fato será apurado pelo Ministério Público de Alagoas (MPE/AL). Caldas afirmou que tudo não passou de um mal entendido.

“Foi um grande mal entendido e já foi esclarecido. Nem eu, nem o secretário e nem ninguém que esteja fora do grupo prioritário pode tomar a vacina. Tudo foi definido pelo protocolo do Governo Federal, que nós iremos seguir”, pontuou.

Devido à repercussão negativa acerca do convite feito a Carlinhos Maia, o MPE/AL irá investigar o caso para saber se, de fato, a Prefeitura de Maceió convidou o blogueiro – que não faz parte do grupo prioritário – para ser imunizado.

“Vamos fazer valer para que se cumpram as determinações para que a vacina seja destinada aos grupos definidos pelo Ministério da Saúde. Chegou ao nosso conhecimento do convite ao influencer. Nós iremos apurar para sabermos se houve ou não o convite. Ninguém terá prioridade na vacina além dos que estão na lista definida pelo SUS. Estamos no meio de um processo de fiscalização, mas temos a intenção de definir isso nos próximos dois meses”, disse o promotor de Justiça, Paulo Prado, em entrevista à Rádio Pajuçara FM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *