Desenvolvimento Urbano

Pró-Estrada: Alagoas conquista a liderança no ranking das melhores rodovias do País

Mais de 1200 dos 1800 quilômetros da malha viária estadual foram beneficiados com obras de reconstrução, pavimentação ou implantação; A previsão é de cerca de 400 km de rodovias duplicadas em Alagoas até 2022

Divulgação


Agência Alagoas

Texto de Manuela Mattos e Kaue Costa

Consolidado como um dos programas de maior sucesso da gestão Renan Filho a frente do Governo de Alagoas, o Pró-Estrada, comandado pela Secretaria de Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand), é responsável por fazer da malha viária do estado a melhor do Brasil de acordo com dados da última edição da Pesquisa CNT de Rodovias. Todas as regiões do estado já foram beneficiadas com mais de 900 quilômetros de recuperação de estradas e pavimentação de vias urbanas, outros 250 quilômetros em implantação de novas rodovias e, pelo menos, 110 quilômetros de estradas duplicadas.

A região Sertão, por exemplo, passou a contar, desde 2017 com a implantação da estrada que liga os municípios Mata Grande e Água Branca (AL-145), além da duplicação entre Delmiro Gouveia e o povoado Maria Bode (AL-145), em Água Branca, impactando, diretamente, mais de 50 mil habitantes e facilitando o escoamento da produção. Mais recentemente, a Setrand concluiu o acesso à Belo Monte, que há mais de 50 anos era solicitada pela população. Ainda em dezembro de 2020, Renan Filho inaugurou a rodovia Portal dos Cânions, ligando Olho D’Água do Casado à prainha da Dulce, que é o principal acesso alagoano aos Cânions do Rio São Francisco, a fim de incentivar ainda mais a atividade turística e comercial na região sertaneja.

Para a região Agreste, além da duplicação da AL-220 que liga Arapiraca à capital Maceió, encurtando o tempo de viagem em cerca de 30 minutos, o governo estadual também é responsável pela duplicação da AL-110, num trecho de 4 quilômetros do perímetro urbano de Arapiraca. Além dessas, o governo estadual investiu na implantação e pavimentação da Vila Fernandes e Vila São Francisco, em Arapiraca, contemplando os sete quilômetros que hoje facilitam significativamente a vida da população desde que foram entregues, em 2019, já que a região é muito forte no cultivo do fumo e a pista é fundamental para o direcionamento da produção. Está em andamento, com serviços preliminares, a obra de duplicação da AL-110, ligando Arapiraca à São Sebastião, ligando à região Sul do estado, com 23 quilômetros de extensão. Ainda para região, está em processo licitatório a duplicação de outra rodovia importante, a AL-115, ligando Arapiraca à Palmeira dos Índios.

O Pró-Estrada também beneficiou a Zona da Mata com uma obra icônica e uma solicitação antiga: a implantação do acesso à Serra da Barriga, Patrimônio Cultural do Mercosul. O lugar sagrado e histórico ganhou uma pavimentação mista, de asfalto e paralelepípedo, que proporciona mais conforto e segurança na subida e na descida. Além dessa, o acesso da cidade de Pindoba está em execução e, junto ao acesso de Belo Monte, Alagoas passará a contabilizar 100% de seus acessos aos municípios implantados e pavimentados. Os onze quilômetros do acesso de Pindoba serão entregues asfaltados em março, interligando o município à malha viária alagoana pela primeira vez.

Na parte Norte do estado, Renan Filho inaugurou recentemente a implantação da rodovia AL-435 no trecho que liga Matriz de Camaragibe a Passo de Camaragibe. São pouco mais de dez quilômetros encurtando distâncias no entorno da Costa dos Corais, um dos principais destinos turísticos de Alagoas; e deu ordem de serviço para a construção do Aeroporto Costa dos Corais, em Maragogi, uma aposta para o desenvolvimento econômico e turístico do estado. Outra obra do programa na região é a duplicação da AL-101 Norte. O trecho em andamento, que vai de Jacarecica à Garça Torta, está com 80% dos serviços concluídos; já o que liga a Garça Torta à Barra de Santo Antônio, com 30 quilômetros de extensão, será implantado em via expressa paralela à rodovia já existente e está em fase licitatória. Também está em andamento a recuperação da rodovia AL-460, entre Porto Calvo e Porto de Pedras, com 23 quilômetros de extensão.

Na Região Sul, além da obra de duplicação que liga Arapiraca a São Sebastião que será iniciada assim que for concluído o processo licitatório, o governo implantou a estrada Pindorama – Bolivar e da rodovia AL-420, ligando São Miguel dos Campos a Roteiro. Já foram iniciadas a implantação da estrada Penedo – Pindorama, além da reconstrução da estrada que liga Coruripe à BR-101.

Por sua vez, a Região Metropolitana recebeu, além das já citadas duplicações da AL-101 Norte e da AL-220, a maior obra de mobilidade urbana da capital: o Viaduto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no entroncamento da BR-316 com a BR-104. Junto a ela, a Setrand implantou também o Eixo Quartel, uma alternativa viária à Avenida Fernandes Lima, considerado o principal corredor de transportes da capital. Estão em andamento a estrada de 10 quilômetros que liga o aeroporto a Avenida Cachoeira do Meirim, no Benedito Bentes, além da implantação da estrada que liga a Usina Utinga a BR-101, no Pilar.

Para o secretário de Transporte e Desenvolvimento, Mosart Amaral, Alagoas fez investimentos e conseguiu elevar o padrão de qualidade das rodovias estaduais, que hoje lidera o ranking das melhores rodovias do país. Para os últimos dois anos de gestão, a perspectiva é positiva, segundo o gestor.

“Temos um montante de obras importantes para o estado que sairão do papel ainda este ano. O governador Renan Filho também entende que o progresso das grandes cidades se dá, em partes, por rodovias duplicadas, que é capaz de diminuir significativamente o número de acidentes em rodovias, além de ser um grande propulsor de desenvolvimento econômico e ainda social. Ao todo, no final da gestão, estamos prevendo ter duplicado aproximadamente 400 quilômetros de rodovias. Vamos dar continuidade à duplicação da AL-101 Norte até a Barra de Santo Antônio, vamos também continuar a duplicação da AL-220 de Arapiraca até Delmiro Gouveia, assim como vamos duplicar de Arapiraca a São Sebastião e a Palmeira dos Índios. O Pró-Estrada transformou Alagoas em um canteiro de obras e será assim até o último dia de trabalho”, afirmou Amaral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *